• Extraordinário, de R J Palacio

    Resenha por Janaina Toledo
    202 páginas
    Editora Intríseca

    Estamos no Inverno que eu acho que combina com livros que aquecem o coração de alguma forma. E, com essa característica, eu não me canso de indicar “Extraordinário”.

    Augguie é um garoto que nasceu com alguns problemas e seu rosto precisou passar por várias cirurgias para chegar o mais próximo de um rosto como o das outras pessoas. Mas, mesmo assim, ele é diferente.

    Até o início da narrativa do livro, seus pais conseguiram educá-lo em casa para evitar que ele sofresse chacotas na escola. Mas, chegou o momento em que ele deveria aprender a conviver com as outras pessoas, principalmente as da sua idade.

    Além de narrar a história de um garoto que aprende a superar o bullying, ele ensina muitas lições sobre empatia, amizade e amor. O leitor sente junto com o garoto todas as emoções possíveis, desde raiva, tristeza, até alegria daquelas que dá vontade de vibrar.

    A história é narrada pelo próprio Auggie, mas se alterna com narrações de outros personagens, dando ainda mais vida a características que devem ser ainda mais ressaltadas. Dá para o leitor se sentir muito próximo do personagem.

    O livro também ganhou adaptação para o cinema, então também é possível encontrá-lo nas plataformas digitais. Essa é uma indicação para dar aquele quentinho de conforto no coração e entender um pouco mais do que é ser um humano.